segunda-feira, 8 de abril de 2019

ALUNOS DA REDE MUNICIPAL DE CAPINZAL DO NORTE, PARTICIPARAM DE UMA PALESTRA SOBRE VACINAÇÃO E CUIDADOS COM A AUDIÇÃO.


Buscando melhor atender os alunos da rede municipal de ensino e contribuir para o desenvolvimento educacional, a Prefeitura Municipal de Capinzal do Norte, por meio do NASF e em parcerias com as UBSs do município foi realizado hoje (08/04) na Escola Bandeirantes uma palestra sobre vacinação e orientação sobre o cuidado auditivo onde também foi ofertado aos alunos atendimento gratuito de fonoaudiologia, “triagem auditiva” onde foi feita a "meatoscopia" de todos os alunos, e os que apresentaram alguma alteração no conduto auditivo, foi realizado o encaminhamento pra o médico.
 A atuação da fonoaudióloga Mariane Galeno é ampla e de grande importância pois a mesma orientou sobre a limpeza correta dos ouvidos e o uso do cotonete. 


Veja abaixo  4 cuidados com a audição que todo mundo deve ter.

* Proteja-se do excesso de ruído.
Atualmente a Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR) está entre as causas mais comuns da deficiência auditiva. Por isso, é preciso ter muito cuidado ao se expor aos ruídos, que estão por toda a parte: no trânsito, no ambiente de trabalho e no próprio lazer.
Para se proteger, preste atenção a cuidados como:
utilizar protetores auriculares em locais de trabalho com muito barulho, como fábrica e construção civil;
evitar permanecer em ambientes fechados e barulhentos por muito tempo;
ficar longe da caixa de som em shows e festas;
evitar música alta por longos períodos seguidos. O ideal é manter o volume das caixas de som abaixo de 80 decibéis e não escutar música por mais de 8 horas seguidas.
* Evite o uso prolongado de fones de ouvido.
O uso de fones de ouvido por longas horas durante o dia pode prejudicar de forma irreversível a audição, além de causar zumbidos, dores de cabeça e irritabilidade.
Isso porque eles geram vibrações sonoras de alta intensidade no interior dos ouvidos, sobrecarregando as suas células ciliadas — aquelas responsáveis pela captação sonora. Tal sobrecarga pode gerar lesões, que, por sua vez, diminuem a capacidade auditiva.
O uso indevido dos fones de ouvido já é responsável por cerca de 5% das perdas auditivas no Brasil. Portanto, para evitar problemas com o uso desses aparelhos, adote os seguintes cuidados:
dê preferência para fones de ouvido do tipo concha. Esse modelo distribui melhor o som, diminui a proximidade com o ouvido e também o volume do som que chega ao seu interior;
evite utilizá-los por mais de uma hora seguida, fazendo intervalos a cada hora de exposição;
não ultrapasse o volume de 60 decibéis.
* Limpe corretamente os ouvidos.
Apesar de ser comum e visto como um hábito saudável, limpar os ouvidos com hastes flexíveis pode causar problemas para a audição.
A cera produzida pelas glândulas presentes nesse órgão é responsável por proteger o canal auditivo, evitando a entrada de água, sujeira e corpos estranhos. Por isso, ela não deve ser removida do canal.
Além disso, ao serem introduzidas no ouvido, as hastes podem causar lesões, provocando infecções, perfurações no ouvido e perdas auditivas.
Dessa maneira, a melhor forma de manter a higiene é limpar apenas a parte externa das orelhas. Nunca introduza qualquer tipo de material dentro do canal auditivo, visto que o próprio corpo consegue excretar a cera presente em seu interior.
Caso seja necessário, vá ao otorrino para fazer uma limpeza e retirar o excesso de cera acumulada no interior dos ouvidos.
* Consulte regularmente um médico ou fonoaudiólogo.
Inicialmente as perdas auditivas não são percebidas, visto que seu desenvolvimento é lento e silencioso. Dessa forma, as pessoas demoram para procurar um médico ou fonoaudiólogo.
No entanto, quando detectadas logo no início, essas perdas em muitos casos podem ser tratadas, melhorando significativamente a qualidade de vida e o quadro de saúde geral do paciente. Por isso, é essencial que qualquer pessoa faça uma consulta anual com o médico ou fonoaudiólogo.






Nenhum comentário:

Postar um comentário